Portal programa ERP - SystemPort

Integrando você as novas necessidades do mundo.

System Commerce Express NFe – Emissor Nfe

Veja como é fácil utilizar o Programa Emissor de NFe

Nesse vídeo vamos demostrar algumas funções importantes do programa, System Commmerce .NET Express NFe

 

Será destacado os seguintes recursos:

Como emitir uma nota fiscal através do sistema System Commerce .NET

O System Commerce mantém diversas características semelhantes ao emissor gratuito da SEFAZ que está sendo descontinuado a partir de 2017 mas, com inúmeras funcionalidades que foram criadas para otimizar a experiência do usuário ao emitir notas fiscais eletrônicas (NF-e) utilizando o sistema.

Para emitir uma NF-e, deve-se primeiro verificar os dados abaixo:

  1. Sobre a empresa:
    1. A empresa emitente deve estar cadastrada juntamente à SEFAZ de seu estado para a emissão de notas fiscais através de softwares de terceiros.
    2. A empresa não pode estar com pendencias fiscais pois em certos casos pode fazer com que a emissão de notas seja bloqueada ou que suas notas sejam denegadas.
  2. Sobre o sistema:
    1. Os dados da empresa devem estar corretamente cadastrados.
    2. O certificado digital deve estar instalado e configurado no sistema.

Com as atenções acima vamos ao passo-a-passo para a emissão de uma nota fiscal eletrônica através do System Commerce .NET:

1 – Abra a tela de emissão de notas fiscais acessando o menu “Tela inicial > Dep. Comercial > Nota Fiscal”

2 – Na tela de emissão, selecione um dos clientes/fornecedores cadastrados no sistema.

NOTA: para evitar problemas de validação de dados, é aconselhável sempre fazer o cadastro de pessoas com o auxílio das informações do site do Sintegra ou da SEFAZ.

Informe também a natureza da operação e o Indicador de presença. Feito isso vamos ao próximo passo:

3 – Insira os produtos da nota fiscal através da segunda aba “Produtos e Serviços”. Ao inserir estes itens, é muito importante verificar se os tributos estão todos informados corretamente de acordo com o regime tributário da sua empresa e do contexto da nota fiscal.

NOTA: A SystemPort não mantém algum pessoal técnico especializado em tributações fiscais, sendo assim aconselhamos que seja verificado tais informações com seu contador para evitar possíveis problemas fiscais.

4 – Após informar todos os produtos relacionados a esta nota fiscal, informe a transportadora que será relacionada a nota:

5 – Por ultimo, informe a forma de pagamento (caso necessário) e verifique os valores gerados a partir dos tributos inseridos nos produtos.

6 – Feito todas as edições necessárias, grave a nota utilizando o menu superior “Arquivo > Gravar” (ou o atalho Ctrl+G) e em seguida envie a nota através do menu superior “NF-e > Enviar NF-e” (ou o atalho Ctrl+Z).

Ao concluir todos os passos acima, dependendo das informações inseridas sua nota será validada e autorizada.

Nova versão da Nota Fiscal Eletrônica

A Sefaz divulgou em sua nota técnica as mudanças para a versão 4.0 da NFe.

As necessidades de alteração de leiaute da NF-e são agrupadas durante um tempo e acabam compondo uma versão nacional anual, ou a cada dois anos.

O objetivo é evitar alterações frequentes do leiaute da NF-e, de maneira a diminuir a necessidade de manutenção nos sistemas de emissão de NF-e para as empresas e para as SEFAZ. A exceção a esta regra é motivada pelas adaptações necessárias na mudança de legislação, que normalmente têm um
porte menor, mas que também devem cumprir um cronograma capaz de ser observado pelas empresas e pelas SEFAZ autorizadoras.
Nota técnica SEFAZ

Alterações que será realizada:
  • Alterações em regras de validação, principalmente aquelas vinculadas aos novos campos ou a novos controles, melhorando a qualidade da
    informação prestada pelas empresas e mantida pelas SEFAZ.
  • Definição do protocolo TLS 1.2 ou superior como padrão de comunicação.
  • Será eliminado o uso de variáveis no SOAP Header (eliminada a “Área de Cabeçalho”) na requisição enviada para todos os Web Services previstos no Sistema NFE.

O prazo previsto para a implementação das mudanças é:

Ambiente de Homologação : 01/06/2017
Ambiente de Produção: 01/08/17.

Desativação da versão anterior: 06/11/17

Como de costume a SystemPort está ciente e jé estamos trabalhando, para que o programa ERP System Commerce .NET, esteja com todas as modificações necessárias para o funcionamento nesta nova versão.

TeamViewer

TeamViewer 

TeamViewer é um software de acesso remoto e suporte via internet que está disponível para as seguintes plataformas: WindowsMacLinux, Mobile (iOSAndroid e Windows Phone). Com ele, o pareamento e compartilhamento de dados entre dois dispositivos é facilitado. O programa permite o acesso a qualquer dado da máquina com a qual está conectado e também a participação em apresentações, sempre por conexões seguras e protegidas por senha.

Instalação

O TeamViewer deve ser instalado com um procedimento de instalação, no entanto a versão de ´Suporte Rápido´ roda sem instalação. Para conectar a outro computador, o TeamViewer precisa ser executado nas duas máquinas. Para instalar o TeamViewer o acesso de administrador é necessário, mas depois de instalado pode ser executado por qualquer usuário. Quando o TeamViewer é iniciado num computador gera um ID de parceiro e uma senha (senhas definidas pelo usuário também são suportadas). Para estabelecer uma conexão de um cliente local a uma máquina host remota, o operador local deve comunicar com o operador remoto, requerendo a ID e senha, e então usá-las no TeamViewer local. Para começar a conferência web, o apresentador dá a senha de conferência aos participantes. Eles entram na sala de conferência usando a versão completa do TeamViewer ou logando e usam o ID de conferência web. É também possível agendar uma conferência antecipadamente.

Segurança

O TeamViewer usa sessões de encriptação RSA privada/troca de chaves públicas (1024-bit) e AES (256-bit). Na configuração padrão. O TeamViewer usa um dos servidores do TeamViewer.com para iniciar a conexão e o roteamento de tráfego entre o cliente local e a máquina host remota. O software determina como estabelecer a conexão. Em 70% dos casos, depois do handshake uma conexão direta via UDP ou TCP é estabelecida, as outras conexões são roteadas via rede de roteamento TeamViewer GmbH host (por TCP ou Tunelamento HTTP).

Apesar de vários pontos positivos a ferramenta é constantemente alvo de crackers e hackers que violam a licença da ferramenta podendo prejudicar aqueles que a utilizam legitimamente acreditando estarem 100% seguros. Sendo alvos fáceis destes piratas cibernéticos.

Banco de Dados – Funcionamento e Conexão

O Que é um Banco de Dados?

Banco de Dados ou Base de Dados são arquivos que armazenam registros, como informações dos clientes, produtos, vendas. Ele contém coleções organizadas que se relacionam de forma a se tornar informações durante uma pesquisa. São muito importantes para o bom funcionamento de uma empresa e é a parte principal de um sistema de informação.

São gerenciados por programas de computador chamados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBD’s). O objetivo dos SGBD’s é gerenciar o acesso, a manipulação e a organização dos dados.

Acesso do System Commerce

O System Commerce usa um banco de dados gerenciado pelo Microsoft SQL Server. Este SGBD é instalado na máquina destinada a ser servidor da empresa, ou seja, o computador que irá fornecer as informações do banco de dados aos demais computadores pertencentes à empresa e responsáveis por fazer inclusões e buscas de dados. O requisito para que vários computadores acessem o mesmo banco de dados é que estejam todos conectados na mesma rede local ou através de uma VPN

Ao fazer o primeiro acesso ao System Commerce serão requisitados os dados para conexão ao banco como no exemplo abaixo

Erros de Conexão

Se o System Commerce não iniciar e apresentar a mensagem de “Erro ao tentar conectar ao banco de dados” repetidas vezes, há alguns motivos pelos quais isso está acontecendo e que você deve verificar.

  • Verifique se os dados de conexão ao banco foram escritos corretamente. Essa tela não faz distinção entre fontes escritas em CAIXA ALTA ou caixa baixa, exceto no campo de senha.
  •   Verifique se o Processo do MSSQLSERVER está executando no servidor. para isso você deve executar o aplicativo SQL SERVER CONFIGURATION MANAGER
  • Verifique se o seu computador está conectado à mesma rede que o servidor, ou se o servidor está conectado à rede.

A busca por um programa emissor de NFe

Estamos a poucos dias do fim do suporte do programa Emissor Gratuito da Nota Fiscal Eletrônica, e muitas empresas ainda não se decidiram por qual o melhor programa emissor adotar.
Por isso vai algumas dicas importantes sobre um bom programa emissor de NFe.

  1. Suporte x Preço
    Cuidado com empresas que dizem  oferecer um bom suporte técnico para seu programa já que cobram tão barato por isso.
    Visto que, por exemplo: um suporte por telefone é fundamental, às vezes os clientes esquecem que para ter um suporte como esse exige um custo que, em muitos casos é grande para uma empresa de desenvolvimento de software.
    Já vimos vários casos de empresas que vendem o programa por valores baixos , por isso cuidado!
  2. Limitações na Emissão
    Acho que isso em meu ponto de vista seria o maior descaso com o cliente, por que?
    Hoje empresas de software reduzem o  valor do programa emissor nota fiscal, mas permitem uma quantidade de notas emitidas muitas vezes ilusória para o cliente.  Assim o cliente tem que pagar muito mais  para emitir mais notas.
  3. Programa Gratuito Emissor de nota Fiscal
    Quem acha que existe alguma coisa de graça, não vive no planeta Terra.
    Talvez alguém diga mas o programa da Sefaz era gratuito. Não era! Este software emissor gratuito era pago com o dinheiro do contribuinte!

    Nada é de graça e se você acha que esta fazendo um bom negócio adquirindo um programa gratuito  para gerenciar suas notas fiscais e emiti-las, você está praticamente colocando em risco sua empresa para futuros problemas tributários.

Por isso que nós da SystemPort desenvolvemos uma solução que ajuda o cliente que procura um programa para emissão de suas notas fiscais que tenha um real suporte e um programa digno de pagar por ele, porque vale cada centavo investido!

Faça um teste e veja você mesmo!!

Clique aqui para testar

www.systemcommerce.net

Porque PMEs tem tanta dificuldade em adquirir um programa ERP

Muitas vezes as microempresas tem receio que uma implantação de um programa erp, porque seria muito caro. Com isso muitas delas preferem usar várias planilhas ou até mesmo ficar sem controle fiscal, financeiro, estoque ou até de sua parte comercial. Alguns empresários dizem que seria um gasto desnecessário.

Mas na verdade um programa ERP não é um gasto e sim, investimento!

Uma empresa que conta com uma solução de um sistema ERP, terá benefícios que com certeza vão gerar retornos significativos para uma empresa.
Podemos listar alguns benefícios de vários, por exemplo:

  • Informações sobre Lucratividade
  • Controle de Estoque e rastreabilidade
  • Controle Fiscal
  • Potencialização de Clientes
  • Controle Financeiro Integrado

Mas alguns podem até dizer que,”Tudo bem, posso ter isso e mais com um programa ERP, mas é muito caro para minha empresa”.

Mas mesmo assim é possível encontrar um sistema ERP que caiba no seu bolso e tenha qualidade.

Foi pensando nisso que a SystemPort desenvolveu o System Commerce .NET Express, um programa ERP que atende as PMEs.

A qualidade que o programa tem é inacreditável. Mas e quanto ao valor quanto custa para implementar?

Está pergunta é fácil de responder! Pode chegar a menos de R$ 10,00 por dia!
Este valor não daria nem para você almoçar no dia!

Mas  a SystemPort tem um valor que cabe no bolso das PMEs, porque sabemos como os custos das PMEs é grande hoje com tanta carga tributária, por isso queremos que elas consigam prover também qualidade para seus clientes e principalmente para sua empresa.

Caso queira saber mais sobre nosso programa ERP, entre em contato:
Telefone: (31) 3024-1093
Email: atendimento@systemcommerce.net
nosso site: www.systemport.com.br

Verificar Status Sefaz

 

Problema

Como verificar Disponibilidade/Indisponibilidade dos Webservices da Sefaz para NF-e

Solução/Procedimento

Os serviços da Sefaz podem apresentar instabilidade e/ou ficarem indisponíveis por um tempo.

Existem 2 maneiras de verificar a Disponibilidade dos Webservices.

A primeira é através do Portal Nacional da Sefaz, que disponibiliza um Menu para tal fim, sendo este atualizado a cada 5 minutos. Para verificar a disponibilidade dos serviços da Sefaz pelo Portal Nacional, siga os passos abaixo:

1 – Acessar o Portal Nacional da Sefaz:

2 – Clicar em: ” Consultar Disponibilidade “.

 

3 – Será exibido o quadro “Visão Geral de Disponibilidade dos Serviços”.

  • Abaixo do quadro são apresentadas as legendas para interpretação: 

  • AtençãoNem sempre esse status representa o status dos serviços. Não é muito comum, mas pode acontecer do status estar verde mas Sefaz estar com problemas internos.

Meu antivírus bloqueou o System Commerce. O que fazer?

Vivemos na Era da Informação. Como o próprio nome sugere, a facilidade de se obter informações sobre o que acontece no mundo em nossa volta é muito grande, sempre temos ao nosso alcance acesso à internet seja no smartphone, tablet, computador. Isso sem dúvida traz muitos benefícios, mas, infelizmente, vem acompanhado de malefícios.

Enquanto a maioria dos desenvolvedores de sistemas procuram melhorar a vida das pessoas e das empresas criando programas que facilitarão as tarefas diárias, programadores maliciosos (crackers) se aproveitam de vulnerabilidades nos Sistemas Operacionais ou outros programas de computador para, espionar ou expor a vida pessoal de outros, desestabilizar a economia de empresas. Com o objetivo de proteger os usuários desses ataques, que muitas das vezes são silenciosos, ou seja, a pessoa não percebe que está se tornando vítima, foram criados os Antivírus.

O que é vírus?

Vírus são programas de computador executados independentemente da vontade do usuário e sem seu conhecimento com o objetivo de danificar, corromper, destruir ou roubar informações armazenadas na máquina, e muitas vezes eles travam seu computador ou provocam efeitos indesejáveis.

O que é antivírus?

Os antivírus são programas de computador que detectam e eliminam os vírus nele existentes, eles também impedem a instalação e/ou propagação dos vírus.

System Commerce detectado como aplicativo potencialmente prejudicial.

Por que?

O System Commerce não oferece risco à segurança de seu computador e nem ao funcionamento dele. Porém alguns antivírus o reconhecem como vírus. Isso acontece porque o aplicativo, assim como outros programas de computador inofensivos, segue uma série de diretrizes impostas para seu funcionamento. E caso seja encontrado um documento fora do padrão de segurança, o antivírus automaticamente trata de defender o sistema da suposta ameaça. Mesmo parecendo incomum, esses alertas são frequentes em vários programas de segurança, e os motivos que os causam também são variados. Por exemplo, quando o banco de dados do programa de segurança está desatualizado, muitos arquivos e extensões nao são reconhecidos e, na tentativa de proteger o computador, o antivírus simplesmente o bloqueia.

O que fazer?

Conclua a instalação do System Commerce, antes que seja executado o aplicativo, entre nas configurações do seu programa de segurança, e adicione a pasta de instalação, SCNET60, na lista de exclusão da verificação de segurança. Assim sempre que o antivírus vasculhar os arquivos do seu disco atrás de ameaças, ele não retirará nenhum arquivo importante para a execução do ERP.

Caso o aplicativo tenha parado de funcionar depois de algum tempo de uso, você deve entrar nas configurações do programa de segurança, remover o arquivo da quarentena, em alguns casos é necessário colocar o aplicativo em uma lista de confiança, e depois adicionar a pasta SCNET60 na lista de exclusão da verificação de segurança.

*As páginas e ícones de configuração mudam de formato e de posição de acordo com o fabricante do antivírus, ao fazer alterações, siga as instruções dadas pelos desenvolvedores do programa.

Desabilitando o Controle de Conta de Usuário (UAC) para evitar erros de permissões de usuário

O UAC existe deste o Windows Vista e a princípio foi criado para que fosse possível fazer com que usuários finais não possam fazer a instalação ou alteração de arquivos do Windows. Isso traz uma camada de segurança para o S.O. com multiusuários registrados utilizando o próprio Windows como gestor de permissões baseadas em grupos de trabalho tendo assim somente usuários específicos com permissões para determinadas alterações.

O problema é que (pela voz da experiência) boa parte das empresas utilizam apenas grupos de trabalho como estrutura de rede mantendo cada pessoa com seu próprio computador ou trabalham com domínios, assim quem faz a gestão de permissões de administrador é o próprio domínio.

NOTA: este tutorial não leva em consideração a ética em TI que empresas devem seguir como boas práticas de negócio.

Nos dois casos, o UAC deixa de ser funcional:

  • No primeiro o usuário é o único usuário fixo da máquina, portanto ele deve ter condições de manipular o Windows como quiser para otimizar o trabalho que ele executa.
  • No segundo caso, em todo domínio têm-se como regra um administrador para seu pleno funcionamento e este sim deve ter o conhecimento e a capacidade de definir o que é melhor para seus usuários.

Mãos a massa!

Para desabilitar o UAC existem variações em cada versão do Windows, mas o processo é bem semelhante entre todas as versões. Abaixo está o passo-a-passo de como desabilitar o UAC no Windows 10 (Caso a sua versão não se adeque a este tutorial, acesse este link):

  1. Clique com o botão direito do mouse sobre o menu iniciar e acesse o Painel de controle (ou pesquise por Painel de controle no Cortana ou barra de pesquisa).
  2. Acesse o menu “Sistema e Segurança / Segurança e Manutenção”.
  3. Na barra lateral, clique sobre “Alterar configurações de conta de usuário”.
  4. Na tela que aparecer, defina o nível de segurança como nunca notificar e clique em “OK”.

Em alguns casos, pode ocorrer do Windows pedir para que reinicie o computador. Após executar o processo acima, seu Windows não irá lhe pedir mais para permitir o acesso a algum programa ou alguma pasta.

Não consigo acessar mais um arquivo por causa disso!

Como o Windows não pergunta mais se deseja executar alguma função ou ao acessar algum arquivo, isso faz com que os usuários entendam que esse recurso parou de funcionar mas, na verdade o Windows ainda está pedindo as permissões de administrador. Para resolver isso, você deve definir que o programa que você está abrindo sempre abra como administrador. Mãos à massa:

  1. Clique com o botão direito sobre o ícone do programa em que você irá executar o procedimento e acesse as propriedades.
  2. Na tela que abriu, acesse a aba de compatibilidade, ao final desta aba há uma opção descrita como “Executar este programa como administrador”. Marque a mesma e clique em “OK”.

Pronto. Este programa não irá mais ter nenhuma restrição de execução no Windows!

 

Página 1 de 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén